domingo, 10 de agosto de 2008

Niemeyer Projeta “Universidade dos Sonhos”

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

Arquiteto brasileiro mais reconhecido no exterior e responsável por projetos inovadores em seu tempo, como algumas das principais edificações de Brasília, Oscar Niemeyer entregou ao Ministério da Educação, na semana passada, o projeto da futura Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).

Com campus em Foz do Iguaçu, em área cedida pela binacional Itaipu, a UNILA atenderá cerca de 10 mil alunos, metade deles, oriundos de outros países da América do Sul, tal como seus professores. Por este motivo, os cursos nas áreas de ciências sociais e humanas serão oferecidos de forma bilíngüe.

Aos 100 anos de idade, Niemeyer projetou gratuitamente a nova universidade, como forma de presentear o continente com aquele que considera o “projeto de seus sonhos”, inspirado em outra obra famosa, projetada na Argélia, em 1969: a Universidade de Constantine.

"O desenho da Universidade Latino-Americana tem o mesmo espírito da Universidade de Constantine. Foi planejado pensando em aumentar o contato dos estudantes com o campus, com a instituição e com a academia", disse Niemeyer, em declarações difundidas pela agência EFE.

"Quando nos encomendaram a Universidade de Constantine, viajei com vários especialistas e educadores à Argélia para estudar como podíamos construir uma universidade mais simples, mais lógica e que tivesse melhor relação com os alunos. Foi com base nesses estudos e em Constantine que projetamos a UNILA".

O projeto consiste em seis edificações principais, que incluem, ainda, área para anfiteatro e restaurante universitário. Salas de aula e laboratórios ficarão concentrados em duas edificações especialmente preparadas para abrigá-los. A área total da nova universidade será superior a 40 hectares.

Com a criação já aprovada pelas comissões do Congresso Nacional, a UNILA depende, ainda, da votação final de ambas câmaras do Legislativo e da aprovação protocolar do Ministério da Educação, com sua entrada em funcionamento prevista, inicialmente, para o segundo semestre de 2009.

Enquanto a obra de Niemeyer não fica pronta, porém, os acadêmicos ocuparão dois pavilhões situados no Parque Tecnológico de Itaipu, antigo alojamento dos barrageiros que construíram a usina, nas décadas de 1970 e 1980, e transformado em centro acadêmico e empresarial.

2 comentários:

  1. parabens Foz do Iguaçu por mais esta conquista da Itaipu e do Parque Tecnologico de Itaipu.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de chamar a atenção para o pioneiro projeto da GEO universidade, criada por Roberto Moreno, fundador da Fundação Geolíngua e apresentada ao presidente Lula e Gilberto Gil, em Lisboa, em 2002 e 2003, respectivamente. Uma pesquisa, no google, com a palavra GEOUNIVERSIDADE pode ilustrar, em parte, o que digo. - Para maiores informações estou à disposição - (351) 21 313 99 99 ou 966 054 441 - geo@geolingua.org

    ResponderExcluir

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.