terça-feira, 4 de novembro de 2008

ABC Color Divulga Lista de Sonegadores em CDE

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

Em uma série de reportagens cuja publicação foi iniciada neste final de semana, o jornal ABC Color, do Paraguai, revela a lista das 43 empresas investigadas por sonegação de impostos em Ciudad del Este e cujos processos haviam sido “engavetados” pela Direção Nacional das Aduanas (DNA).

Somadas, tais firmas devem cerca de US$ 200 milhões em tributos aduaneiros, tal como anunciado, no mês de setembro, pelo novo diretor da DNA, Carlos Vidal Ríos. Em alguns casos, porém, ao invés do nome da empresa processada, aparece apenas o do despachante envolvido nas operações.

A apresentação da lista é acompanhada por uma série de críticas ao atual gestor do órgão aduaneiro paraguaio, por ter descumprido sua promessa de divulgá-la de forma oficial; e aos administradores anteriores, responsáveis pelos procedimentos que levaram ao engavetamento dos processos.

De acordo com o jornal, para que a investigação sobre determinada empresa fosse enviada ao “freezer”, propinas eram pagas, provavelmente, ao responsável pelo setor de fiscalização, Wilfrido Ayala. A fragilidade dos processos, porém, acaba por confirmar outra realidade constantemente denunciada.

Assim, o ABC Color afirma que “no Ministério Público de Ciudad del Este existe toda uma quadrilha que atua para inocentar empresas e pessoas investigadas por evasão. Foram realizadas centenas de investigações, mas a maioria ficam no folclórico limbo, uma vez que não são levadas a julgamento”.

Na maioria dos casos, são iniciadas somente com o objetivo de pedir volumosas propinas, de acordo com as denúncias que foram trazidas a este jornal, tendo como evidência as próprias pastas fiscais”, detalha o jornal paraguaio, estimando em 98% a “margem de ilegalidade” das empresas que operam na cidade.

Chama poderosamente a atenção o fato de que, apesar das aparatosas intervenções realizadas pelos agentes fiscais, até a data, nenhum processado tenha sido acusado ou condenado pelos delitos investigados”, afirma o ABC Color.

Novos Impostos

O jornal relembra, ainda, a existência de esquemas anteriores, cujas investigações tiveram início a partir da divulgação de dados na imprensa, envolvendo grandes empresas de informática de Ciudad del Este, como Nave Informática, Icompy e Compubrás, com “firmas-satélite” criadas para descentralizar as importações.

O Estado paraguaio pretende criar novos impostos e aumentar os já existentes, com o objetivo de incrementar seus ingressos, mas se esquece de que, em Ciudad del Este, existe uma astronômica sonegação. São milhões de dólares que não ingressam aos cofres públicos todos os anos”.

Atualmente, Ciudad del Este aporta cerca de 30% de todo o orçamento nacional. Com um controle mais rigoroso, esta porcentagem facilmente pode chegar a superar a barreira de 60%, conforme estimativas feitas por economistas e contadores da região”, aponta o ABC Color.

Fonte: ABC Color (clique para ampliar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.