quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Itaipu: 40 Caixas de Arquivos Foram Incineradas

Por Fernando R. V. Fernandes - SopaBrasiguaia.com

Dois dias depois de que três funcionários paraguaios da Itaipu Binacional foram flagrados queimando documentos que poderiam ser provas do financiamento irregular da campanha presidencial do Partido Colorado com verbas da entidade, o assunto figura com grande presença nos principais diários do país vizinho.

De acordo com informações dos diários ABC Color, La Nación e Última Hora, autoridades das mais diversas esferas políticas paraguaias manifestaram-se sobre o incidente.

O diretor paraguaio de Itaipu, Carlos Mateo Balmelli, afirmou à imprensa que pelo menos 40 caixas de documentos foram queimadas pelos funcionários Nimio Peralta Cuéllar, Facundo Mesías Arévalos Gamba e Guido Palma, que nesta terça-feira (18), foram beneficiados com medidas alternativas à prisão.

Abalado pelo envolvimento do engenheiro Normal Cristaldo, considerado seu braço direito na entidade, o diretor afirmou que sente-se traído pelo ex-colega, que teria dado a ordem de entrada para que os funcionários ingressassem à sede administrativa de Itaipu em Asunción, em plena manhã de domingo (16).

Um dado curioso levantado pela imprensa paraguaia seria o suposto envolvimento de Cristaldo com a família Evreinoff, com quem teria uma estreita amizade.

A mencionada família é proprietária da publicitária KAD Estudio, sendo que uma das sócias da empresa, Kira Evreinoff, é esposa de Wilfrido Taboada, ex-diretor financeiro de Itaipu, considerado um dos homens de confiança do ex-diretor geral paraguaio, Víctor Bernal.

A KAD Estudio, juntamente com outras empresas do setor publicitário, é acusada de receber numerosas verbas da entidade binacional para a elaboração de materiais de campanha do Partido Colorado, em ordens de serviço que detalham, porém, encomendas de interesse comunitário, como camisetas e bonés para equipes de combate à dengue.

Apoio Governamental

"O diretor de Itaipu está fazendo um esforço muito grande para transparentar os fundos dos recursos e obviamente está tocando interesses importantes, assim que era de se esperar que ocorressem essas situações de sabotagem”, declarou o ministro do Interior, Rafael Filizzola, em apoio ao diretor Balmelli.

Felizmente houve uma intervenção e foi possível recuperar uma parte importante dos documentos e espero que isso não prejudique o trabalho que está fazendo o diretor da entidade, se deve castigar os responsáveis", afirmou.

Outra autoridade a declarar seu apoio ao diretor paraguaio de Itaipu foi o vice-presidente Federico Franco. "Damos o apoio ao Dr. Mateo Balmelli e que a Justiça ordinária possa abrir o caminho para que se castigue os corruptos... que o castigo seja exemplar para os corruptos", asseverou Franco, que afirmou que a atuação de seu correligionário "é o mais paradigmático que se fez (até o momento) quanto à luta contra a corrupção".

Fernando Lugo, presidente do Paraguai, igualmente expressou seu apoio às investigações realizadas por Balmelli e sua equipe nas finanças da diretoria paraguaia da binacional Itaipu (para mais informações sobre o tema, ver artigo intitulado “Lugo Afirma que não Tolerará Corrupção”, na edição de 19/11 do SopaBrasiguaia.com).

Investigação Paralisada

As manobras judiciais realizadas pelos colorados valeram-lhes uma nova vitória no sentido de paralisar as investigações referentes ao uso de recursos públicos em sua campanha.

Por meio de um novo pedido de recusa contra a promotora Rocío Vallejos, que na manhã da segunda-feira (17) havia sido confirmada nas investigações pela Corte Suprema de Justiça (CSJ), a promotora voltou a ser temporariamente afastada.

A ação foi movida pelo advogado Milner Núñez, curiosamente, sobrinho do ministro da CSJ, Víctor Núñez, que alegou que a Promotora teria ódio contra sua pessoa. Somada ao pedido de recusa realizado contra o outro promotor do caso, Arnaldo Giuzzio, a medida conseguiu paralisar as investigações.

A seqüência de manobras jurídicas realizadas pelos suspeitos de participação no esquema começa a causar irritação até mesmo na instância máxima da Justiça paraguaia.

O ministro da CSJ, José Altamirano, defendeu que é chegada a hora de que os responsáveis pelas "manobras inaceitáveis" sejam punidos, uma vez que o abuso de tais recursos caracteriza uma forma de obstrução da Justiça. De acordo com Altamirano, os advogados poderiam ser suspensos, advertidos ou ter seu registro revogado.

Leia Também...

Itaipu: Funcionários São Presos por Destruir Arquivos

Três funcionários da entidade foram flagrados ao queimar documentos que comprovariam o uso do dinheiro da entidade no financiamento ilegal da campanha do Partido Colorado, caso que atualmente encontra-se sob investigação do Ministério Público paraguaio. Mais...

Itaipu: Reflexos do caso "Queima de Arquivo"

A manhã da segunda-feira (17) foi marcada pelos reflexos do ocorrido no dia anterior nas dependências paraguaias da Itaipu Binacional, episódio durante o qual teriam sido queimadas provas do uso de dinheiro da entidade no financiamento da campanha do Partido Colorado. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.