sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Comerciantes Reafirmam Aposta em Formalização

Por Fernando R. V. Fernandes - SopaBrasiguaia.com

Com a aprovação e regulamentação do Regime de Tributação Unificada (RTU) pelo governo brasileiro, empresários do setor de comércio de Ciudad del Este preparam-se para atender aos requisitos exigidos pelo Brasil para que possam ser fornecedores dos micro-importadores que serão beneficiados pelo novo regime, o que pressupõe a formalização do setor.

No entanto, conforme noticiou o Diário Última Hora, os empresários estão cientes que o RTU tem um “prazo de validade” relativamente curto: 2016.

Não que, após tal data, o regime deixe de existir, mas o fato é que, pelas normas atualmente vigente no Mercosul, tal ano é o limite para que todos os países adotem uma Tarifa Externa Comum (TEC), de 20%, que incidirá sobre todas as importações extra-bloco, o que, nos padrões atuais, significaria a extinção da competitividade comercial de CDE em relação aos produtos brasileiros e, por consequência, do RTU.

Com tais perspectivas, empresários filiados às diversas agremiações que compõem a Federação de Câmaras de Comércio de CDE (FEDECAMARAS), reunidos com o ex-prefeito de CDE e atual líder local do Movimento Vanguardia Colorada (MVC), Javier Zacarías Irún, esposo da atual prefeita da cidade, Sandra McLeod, debateram alternativas para a sobrevivência da segunda maior cidade do país em termos de arrecadação de impostos.

Uma das propostas em debate é o desenvolvimento de um polo industrial voltado para o setor de eletrônicos e informática, capaz de montar, em território paraguaio, produtos com suficiente percentual de componentes produzidos no Mercosul para beneficiar-se das tarifas internas do bloco. Neste sentido, os empresários olham com especial interesse setores como o de videogames, comunicações e informática, além da pecuária.

Os empresários ressaltaram que CDE desempenha um papel fundamental para a arrecadação fiscal paraguaia, de modo que sua formalização comercial e seu desenvolvimento industrial são condições fundamentais para manter, no médio e longo prazo, a saúde dos cofres públicos paraguaios.

Leia Também...

Especial: Regulamentação da Lei dos Sacoleiros

Leia tudo o que já foi publicado no Sopa desde que, na última quinta-feira (10), o governo brasileiro publicou, em Diário Oficial, o Decreto Presidencial nº 6.956, que define as regras de aplicação e regulamenta a vigência da “Lei dos Sacoleiros”. Mais...

Entrega da Aduana Paraguaia é Adiada de Novo

Prevista para ser concluída ainda no mês de outubro, a reforma e a ampliação da aduana da cabeceira paraguaia da Ponte da Amizade não deve ficar pronta antes do fim do ano. Foi o que confirmou, nesta terça-feira (06), o engenheiro paraguaio Gustavo Glavinich. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.