quarta-feira, 30 de junho de 2010

Interdição do Marco Será por Pelo Menos 30 Dias

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

Interditado devido ao perigo de desmoronamento de sua estrutura, o complexo turístico situado no lado paraguaio do Marco das Três Fronteiras permanecerá fechado por pelo menos 30 dias. Foi o que informou, nesta terça-feira (29), o engenheiro Carlos Alberto Machuca.

Funcionário da binacional Itaipu, Machuca revelou, em entrevista ao Diário Última Hora, que este é o prazo para que novos estudos sejam realizados para determinar a situação da estrutura, que conforme trabalho preliminar realizado pelo perito Sérgio Gavilán, apresenta falhas que obrigariam à sua demolição.

A intenção do novo estudo, além de avaliar as fundações do edifício que estava sendo reformado para abrigar restaurante, loja e cafeteria, é determinar alternativas que possam salvar os investimentos já feitos e garantir a segurança necessária para a exploração do local, considerado de grande valor turístico.

Em 30 dias mais vamos ter o resultado de um novo estudo do terreno, que vai nos indicar com maior precisão a estabilidade do maciço rochoso e poderemos saber que partes do complexo poderemos salvar e que partes teremos que demolir ou modificar”, apontou Machuca.

O primeiro estudo realizado revela não somente que a construção original [erguida em 2003, com fundos do governo do Alto Paraná] tem graves deficiências técnicas, mas que o maciço não é estável, e assinala que inclusive a demolição das obras atuais pode ser perigosa”, complementou.

Consultada a respeito, Liz Crámer, titular da Secretaria Nacional de Turismo (SENATUR), disse estar indignada com a possibilidade de que a situação atual tenha sido originada pela corrupção dos administradores anteriores, que não teriam, sequer, encomendado estudos prévios à obra.

Senti uma grande indignação quando soube do resultado do estudo técnico que nos advertia do perigo de desmoronamento, porque fala não só de uma grave negligência técnica dos que construíram originalmente a obra, mas de um provável caso de corrupção que deve ser investigado”, afirmou.

Felizmente, desta vez, as obras de reforma estão sendo feitas com a devida seriedade e mesmo que o caso pareça grave, estamos no Século XXI e deve haver uma adequada solução técnica para recuperar um dos mais belos lugares turísticos do Paraguai”, estimou Crámer.

A face paraguaia do Marco das Três Fronteiras é alvo, desde o ano passado, da construção de um complexo turístico que visa remodelar o local e eliminar a imagem de insegurança que afasta os turistas. As obras, orçadas em mais de R$ 600 mil, são financiadas pela binacional Itaipu.

Leia Também...

Marco das Três Fronteiras Corre Risco de Desabar

Situada de frente para a foz do rio Iguaçu, em local de grande valor paisagístico, a face paraguaia do Marco das Três Fronteiras corre risco de desabamento, juntamente com todo o complexo turístico construído ao seu redor e que era alvo, inclusive, de obras de ampliação. Mais...

Parque das Três Fronteiras Entra na Fase Final

Nos próximos meses, o lado paraguaio da fronteira deve ganhar um importante atrativo turístico, situado no município de Presidente Franco, no exato ponto onde o encontro dos rios Iguaçu e Paraná delimita a Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.