sábado, 26 de junho de 2010

Promotor Vincula Ministro da Corte ao Narcotráfico

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

Polêmico ministro da Corte Suprema de Justiça do Paraguai, Miguel Óscar Bajac está no olho do furacão devido a denúncias que o vinculam com o narcotráfico e com o favorecimento de personagens influentes do país, em casos em que eram investigados por denúncias de corrupção.

A primeira denúncia contra Bajac partiu do promotor anticorrupção Arnaldo Giuzzio, que criticou o voto do ministro a favor da anulação de gravações que comprometiam o ex-chanceler Rubén Melgarejo em um caso de pedido de propina e revelou ter sido procurado por Bajac em uma investigação no ano de 2006.

Na ocasião, Bajac teria intercedido a favor da esposa do traficante brasileiro Arnaldo Moreira de Macedo e recordado a Giuzzio que de sua postura dependeria sua reconfirmação à frente da Unidade Anticorrupção.

Ele entrou com uma mulher e disse que apoiava o trabalho que eu vinha fazendo e que ia me apoiar para me confirmar no cargo. Logo, apresentou a mulher que, segundo ele, era sua afilhada. Era uma advogada que, quando Bajac saiu, me explicou que era representante da esposa de Macedo”, relatou Giuzzio.

Neste caso, obteve-se a condenação, mas perdeu-se quase G$ 2 bilhões (R$ 800 mil) que haviam sido embargados. Apesar daquela visita ao meu escritório, que muito nos chamou a atenção, Bajac integrou a Corte neste mesmo caso. Ele não se apartou”, recordou o promotor, citado pelo Diário Última Hora.

Além de Giuzzio, quem também descarregou seu arsenal contra Óscar Bajac foi o senador Roberto Acevedo, de Pedro Juan Caballero, vinculando-o a supostos esquemas de proteção judicial às máfias que atuam na região de fronteira seca com o Brasil.

Questionado a respeito, Bajac negou as acusações. “Não quero escutar essas babaquices de pessoas que o que devem fazer é dedicar-se a seu trabalho, fazê-lo responsavelmente e terminar seu trabalho. Sempre querem aparecer e nunca terminam seu trabalho”, afirmou.

A acusação de Giuzzio é irresponsável e ridícula, não pode ser que ficou calado durante quatro anos, é ridículo isso que ele está dizendo. A opinião pública sabe de meu trabalho e sabe que não estou defendendo os poderosos”, complementou.

Leia Também...

Obscuro Pacto entre Luguistas e Colorados

Vale tudo no jogo da arena política no Paraguai? Ao que tudo indica, vale sim. Nesta quarta-feira (23), Executivo e Legislativo escreveram mais um triste capítulo na história de acordos de conveniência e obscuros “pactos de governabilidade” costurados entre adversários. Mais...

Câmara Arquiva Projeto de “Lei Antigay” no Paraguai

A Câmara dos Deputados do Paraguai arquivou, na última quinta-feira (17), o polêmico projeto da chamada “Lei Antigay”, que proibiria o ingresso de homossexuais nas Forças Armadas e na Polícia Nacional. O projeto fora proposto pelo deputado oviedista José López Chávez. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.