domingo, 4 de julho de 2010

Críticas à Arbitragem Dominaram o Pós-Jogo

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

Se o time joga bem, não há porque queixar-se do árbitro. É inegável, no entanto, que o guatemalteco Carlos Batres e seus assistentes de Honduras e Costa Rica tiveram, no jogo deste sábado (03), entre Paraguai e Espanha, papel decisivo na derrota do conjunto guarani.

O primeiro lance polêmico ocorreu ainda no primeiro tempo. Nelson Haedo recebeu cruzamento na pequena área, dominou a bateu para o fundo do gol de Casillas. Alegando impedimento, Carlos Batres anulou a jogada. O atacante paraguaio, porém, estava em posição legal.

Na segunda etapa, Batres marcou pênalti para o Paraguai, mas “aliviou” para o zagueiro Piqué ao não discipliná-lo pela jogada violenta. Cardozo bateu (com direito a invasão de área dos jogadores espanhóis), o goleiro defendeu e, na jogada seguinte, o árbitro assinalou duvidoso pênalti para a Espanha.

A FIFA vai nos pedir desculpas e nada vai acontecer”, avaliou o técnico Gerardo Martino, em declarações logo após a partida. “Aceitaremos as desculpas pelo gol mal anulado, pela não expulsão de Piqué e pelo pênalti que não aconteceu para a Espanha, mas o árbitro marcou”.

É muito bom receber um pedido de desculpas no final da partida, mesmo que isso não adiante nada”, ironizou o treinador da seleção paraguaia de futebol.

Quem também queixou-se da arbitragem foi o atacante Nelson Haedo, autor do gol mal anulado pelo trio de arbitragem. “Faltou sorte e uma melhor atuação do árbitro. Eu não estava impedido quando marquei o gol no primeiro tempo”, considerou o camisa 18 da esquadra guarani.

O mais irônico do caso, porém, é que esta não é a primeira vez em que Carlos Batres é apontado como responsável por uma eliminação da seleção paraguaia em Copas do Mundo. Em 2002, o guatemalteco foi o árbitro da partida entre Paraguai e Alemanha, pelas oitavas-de-final.

Na ocasião, a Albirroja foi derrotada por 1 x 0 e questionou vários pênaltis não assinalados e a expulsão do meio-campista Acuña. Na prévia do jogo contra a Espanha, José Luis Chilavert, goleiro e capitão do time de 2002, fez duras críticas à escolha de Batres por parte da comissão arbitral da FIFA.

Leia Também...

Paraguai Sai da Copa de Cabeça Erguida

Dos quatro sulamericanos que chegaram às quartas-de-final, apenas o Uruguai continua na briga. Brasil, Argentina e Paraguai, nesta ordem, foram eliminados por Holanda, Alemanha e Espanha, mas apenas um caiu de pé e volta para casa com a cabeça erguida: o Paraguai. Mais...

Vídeo da Sportv Irrita Internautas Paraguaios

A veiculação de uma infeliz reportagem pelo canal brasileiro Sportv, referindo-se de maneira irônica ao Paraguai, provocou a irritação de internautas paraguaios nesta sexta-feira (02). No material, são feitas referências à cultura e aos aspectos físicos dos moradores do país. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.