quinta-feira, 1 de julho de 2010

PF Desmonta Esquema de Tráfico de Animais

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de ontem (30) sua “Operação São Francisco” de repressão ao tráfico internacional de animais silvestres. No Paraná, foram cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão em cinco cidades, entre elas, Foz do Iguaçu.

De acordo com o portal Paraná Online, foram 32 mandados de prisão e 42 de busca e apreensão em Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu, bem como em São Paulo e Santa Catarina. Dos 29 presos, 20 foram detidos no Paraná, sete em São Paulo e dois em Santa Catarina.

Entre os presos, está o homem considerado pela PF como o maior traficante de aves do país, Márcio Rodrigues, em cuja chácara, situada na região metropolitana de Curitiba, foram localizados viveiros e criadouros de aves exóticas à fauna local.

O que mais chama a atenção no caso, no entanto, é a prisão de um coronel da Polícia Militar (PM), dois servidores do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e um funcionário do Tribunal de Contas do Paraná, acusados de conivência com os esquemas de venda irregular de animais silvestres.

Em sua edição eletrônica, o jornal Gazeta do Povo informa que o policial detido seria o ex-comandante da Força Verde, Sérgio Filardo, enquanto que os funcionários do IAP seriam Harry Luiz Teles e Jackson Vosgerau e o assessor do Tribunal de Contas seria Sérgio Busato.

Além das ações citadas acima, a PF obteve, por meio da Justiça Federal, o sequestro dos bens de uma empresa e uma pessoa física e mandados de prisão e de busca e apreensão para cumprimento no exterior, com apoio da INTERPOL.

Os animais encontrados vivos em cativeiro foram apreendidos pelo IBAMA e enviados a centros de triagem de animais, havendo a possibilidade, mediante acordos, de repatriação aos países de origem.

Além dos crimes de maus-tratos de animais, tráfico internacional de espécies das faunas nativa e exótica, os envolvidos responderão por receptação, formação de quadrilha, falsificação de sinais públicos, tráfico de influência, crimes contra a ordem tributária e lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

Leia Também...

Mega Operação de Combate a Crimes Ambientais

A região oeste do Paraná foi palco, nesta terça-feira (24), de uma mega operação de combate à prática de crimes ambientais, batizada de “Tolerância Zero”, com a prisão de pelo menos 15 pessoas e a interdição de 35 madeireiras situadas em 11 municípios da região. Mais...

PF Prende Vereador em “Operação Tolerância Zero”

Maior operação de combate a crimes ambientais realizada no Paraná em 2009, a “Operação Tolerância Zero”, iniciada na terça-feira (24), em 11 municípios do oeste e sudoeste do estado, resultou na prisão de um vereador da pequena Três Barras do Paraná. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.