terça-feira, 19 de outubro de 2010

Acusado de pedofilia dá versão sobre o ocorrido

19.10.10 - Apontado como o mentor do horrendo esquema de pedofilia descoberto no mês passado na Penitenciária Nacional de Tacumbú, em Asunción, o preso Jorge Abel Pereira Colmán concedeu entrevista ao Canal 13, na qual negou as acusações e deu sua versão sobre os fatos.

Clique na seta para reproduzir o vídeo.

Na entrevista, Pereira nega que tenha chantageado e ameaçado meninas de 14 a 17 anos contatadas através de redes sociais na internet e afirma que todos os atos sexuais ocorridos e filmados dentro da própria cadeia, ocorreram com anuência e pedido expresso de duas das menores identificadas.

O caso é investigado pela promotora Teresa Martínez, que indiciou Colmán e os também reclusos Feliciano López López e Ismael Vázquez (à época, em liberdade condicional) pelos crimes de coação sexual e produção de materiais de pornografia infantil.

São mencionados no processo, ainda, o diretor da penitenciária, Julio Acevedo, carcereiros que permitiram o acesso das menores ao Pavilhão Libertad e pastores de uma igreja evangélica, responsáveis pela instalação de um computador com conexão à internet no local.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

18.09 - Detentos Exploravam Pedofilia em Cadeia do Paraguai

Nesta sexta-feira (17), a população paraguaia ficou chocada com mais uma notícia surgida de dentro da Penitenciária Nacional de Tacumbú. Munidos de computadores, detentos extorquiam adolescentes e, de dentro da cadeia, produziam materiais de pedofilia. Mais...

20.09 - Pedofilia na Cadeia Reabre Debate Sobre Uso da Internet

O horrendo caso descoberto na última sexta-feira (17), em que presidiários de Asunción usavam a internet para chantagear menores de idade e coagi-las a encontros sexuais no presídio, reabriu o sempre polêmico debate sobre o uso responsável da internet no Paraguai. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.