quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Camponeses ameaçam “reação violenta” no Paraguai

10.11.10 - Revoltados com a decisão da Câmara dos Deputados de incluir, na lei orçamentária para 2011, um artigo dispondo a proibição da compra das terras pertencentes ao brasileiro Ulisses Rodrigues Teixeira, camponeses do centro-norte do Paraguai ameaçam com atos de violência em todo o país.

Em entrevista à rádio 780 AM, de Asunción, José Rodríguez, líder camponês da região de San Pedro, afirmou que uma vez esgotadas todas as alternativas legais para que a propriedade seja adquirida, não restará alternativa a não ser o uso de métodos de radicalização.

Tais métodos incluiriam, além de protestos em frente ao Congresso e boicote a parlamentares, invasões massivas de latifúndios situados em vários pontos do país e pertencentes a proprietários paraguaios, brasileiros ou de outras nacionalidades.

A hipótese de radicalização foi analisada, também, pelo chefe de gabinete da Presidência da República, Miguel Angel López Perito, acusado pelo jornal ABC Color de ser um dos principais mentores da tentativa de compra das terras de Teixeira, em transação que foi abortada devido a denúncias de superfaturamento.

Devemos nos preparar para uma reação violenta dos camponeses sem-terra. Haverá instabilidade, invasões no campo, uma reação dos setores que aguardam por uma reforma agrária”, vaticinou López Perito, questionando a “obsessão” parlamentar em vetar a compra das terras.

São as melhores terras e as mais baratas quanto à capacidade e à aptidão para esse objetivo, que é a criação de uma colônia agrícola para os camponeses”, afirmou. O jornal ABC Color aponta, no entanto, que na mesma região de San Pedro, há terras mais baratas e mais preparadas para o cultivo agrícola.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Brasiguaios de Mato Grosso do Sul serão reassentados

03.11.10 - Acampados em uma área à beira da BR-163, em Itaquiraí (MS), cerca de 600 famílias de brasiguaios, que retornaram ao Brasil atraídas por promessas ou amedrontadas por confrontos com camponeses, serão reassentadas pelo INCRA. Mais...

Militares brasileiros verificam fronteira seca

02.11.10 - A região de fronteira seca entre Paraguai e Mato Grosso do Sul é palco de vistorias realizadas por soldados do Exército do Brasil, com o objetivo de verificar o estado de conservação e visibilidade dos marcos que determinam o território de cada país. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.