quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Denúncias de fraudes e agressões na fronteira

04.11.10 - Clima eleitoral pegando fogo no lado paraguaio da fronteira, faltando quatro dias para as eleições municipais de domingo. Em Ciudad del Este, tensão em alta por conta de denúncias de fraudes, enquanto que, em Santa Rita, as crispações chegaram às vias de fato.

Na capital do Alto Paraná e segunda cidade mais populosa do Paraguai, representantes do Partido Colorado, que postula a candidata Sandra McLeod de Zacarías à reeleição, denunciaram que o Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA) estaria usando estratégias ilegais para o convencimento dos eleitores.

Justo Zacarías Irún, coordenador da chapa colorada, questionou a legalidade e a moralidade de uma “promoção” organizada por empresários da cidade, que prometem, caso o liberal Alberto Magno seja eleito prefeito, o sorteio de uma caminhonete, motos, celulares e eletrodomésticos.

Para participar do sorteio, o cidadão precisa ser eleitor e preencher um cupom com seus dados pessoais, algo que funcionaria, nas entrelinhas, como uma espécie de “compra de voto” para incitar o participante a escolher o candidato da Lista 2.

Por sua vez, dirigentes do PLRA acusam os colorados de uso de bens e veículos pertencentes à prefeitura, em prol da candidata Sandra McLeod, que nas pesquisas de intenção de voto realizadas até o momento, aparece em uma cômoda primeira posição.

Santa Rita

Em Santa Rita, cidade “brasiguaia” situada a 70 quilômetros da Ponte da Amizade, o vereador Liro Gorris, que apoia a candidatura do brasileiro Valter Mensch à prefeitura local, denunciou ter sido agredido pelo também brasileiro Juacir Repossi, militante do Partido Colorado.

A confusão teria tido início após Gorris relembrar, em entrevista a uma emissora de rádio, estratégias sórdidas usadas pelos colorados para intimidar eleitores e conquistar o primeiro lugar nas eleições municipais de 2001.

Ao encontrarem-se em frente a uma agência bancária da cidade, ambos personagens teriam discutido e, Repossi, desferido um soco no rosto de Gorris, que denunciou a agressão à Polícia Nacional do Paraguai e disse esperar punição ao adversário.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Candidatos disputam votos dos indecisos em CDE

03.11.10 - Faltando cinco dias para a eleição que definirá os novos prefeitos e vereadores dos 238 municípios do Paraguai, o clima eleitoral segue quente em Ciudad del Este, segunda maior cidade do país e importante reduto do Partido Colorado. Mais...

Disputa eleitoral inclui socos e pontapés

03.11.10 - Se, por aqui, a baixaria toma conta das campanhas eleitorais, no Paraguai, a situação não é lá muito diferente. O agravante, é que ao invés de “bolinhas de papel”, aderentes de partidos rivais trocam socos e pontapés para a defesa de seus territórios. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.