segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Documento revela espionagem dos EUA na fronteira

29.11.10 - Terror dos serviços de inteligência ao redor do mundo, o site colaborativo WikiLeaks divulgou, neste domingo (28), uma nova leva de documentos secretos que revelam, entre outros pormenores, a ativa espionagem dos Estados Unidos na Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Reprodução / WikiLeaks

Em um dos documentos difundidos pelo referido site (que pode ser conferido na íntegra, em espanhol, clicando aqui), datado de 2008, o governo de Washington dá instruções precisas à sua embaixada em Asunción, para a obtenção de informações sobre a Tríplice Fronteira e personagens políticos do Paraguai.

Saiba mais: Espionagem: Paraguai cobra explicações aos EUA | EUA averiguaram saúde mental de Cristina Kirchner | Para EUA, PF “mascara” combate ao terrorismo

No tocante à fronteira, Washington instrui seus diplomatas para que averiguem a presença de células de grupos islâmicos como o Hezbollah e o Hamas, além da internacionalmente conhecida Al-Qaeda (de Osama Bin Laden) e de agentes secretos a serviço do governo iraniano.

A inteligência estadunidense solicita, ainda, “detalhes do tráfico de narcóticos e atividades criminosas associadas, particularmente na área da Tríplice Fronteira e outras regiões limítrofes”; e dados adicionais sobre esquemas de lavagem de dinheiro, corrupção e tráfico de armas.

Outras das informações requeridas referem-se ao perfil de personagens do cenário político paraguaio, com destaque para os quatro principais atores das eleições presidenciais de 2008: o ex-bispo católico Fernando Lugo, os colorados Luis Castiglioni e Blanca Ovelar e o general aposentado Lino Oviedo.

No caso de Lugo, um dos focos do trabalho de espionagem era averiguar se a campanha do candidato que venceria o pleito presidencial naquele então, recebia apoio financeiro e logístico do venezuelano Hugo Chávez ou do regime esquerdista cubano.

O pedido de informação incluía detalhes curiosos, como registros de DNA, impressões digitais, escaneamento de íris e extratos das linhas telefônicas. Em outros documentos, que podem ser conferidos clicando aqui, Washington solicita, também, informações confidenciais sobre o Brasil e a Argentina.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

No Paraguai, operação com o apoio dos EUA

15.11.10 - O Exército do Paraguai realizou, neste final de semana, a 12ª edição da Operação Ñepohano, que conta com o apoio logístico e financeiro dos Estados Unidos e tem como objetivo a prestação de serviços médicos em áreas remotas do país. Mais...

Secretário dos EUA confirma visita ao Paraguai

05.11.10 - Secretário dos Estados Unidos para a América Latina e Hemisfério Ocidental, Arturo Valenzuela confirmou que estará no Paraguai nos próximos dias 08 e 09/11, para visita na qual estão previstos encontros com autoridades e lideranças empresariais. Mais...

Um comentário:

  1. Documento do Wikileaks menciona expressamente a Tríplice Fronteira (Tri-border Area ou TBA) e a nova aduana brasileira, concluindo-se que o governo brasileiro esá mais preocupado com o contrabando do que com o terrorismo:

    To a lesser extent, the TBA remains a concern for the U.S. Mission and Brazilian counterparts, primarily for the potential that terrorists may exploit the favorable conditions there--lax border controls, smuggling, drug trafficking, easy access to false documents and weapons, movement of pirated goods, uncontrolled cash flows--to raise funds or arrange logistics for operations. While there are some individuals suspected of having links to Hizballah and HAMAS, there is little evidence these groups have an operational terrorist presence in the region. According to Brazilian security service sources, the Muslim presence in Foz do Iguacu represents a very small percentage of the Muslim population in Brazil, and even those who provide some financial support to the groups have little or no connection to them. The GOB pursues CT investigations in the TBA and shares the results of their investigations, but their principal concern remains the array of other transnational criminal activity that takes place in the region. The area is a major entry point for drug traffickers into Brazil. In addition, it is a focus of concern for Brazil in other areas such as arms trafficking, smuggling of pirated and counterfeit goods, as well as money laundering and terrorist financing.

    ¶8. (S/NF) To cover this range of transnational criminal activity, the GOB's police and intelligence services have an extensive presence in the region and liaison relationships with Argentine, Paraguayan, and other national intelligence services, including USG agencies. Furthermore, the GOB has attempted to institutionalize some of this cross-border cooperation, although with mixed success. For example, Brazilian Customs completed a new inspection station at the Friendship Bridge in the TBA. This should enable the GOB to intensify its crack down on contraband crossing the bridge, though law enforcement officials expect that traffickers will respond to the tough controls by trying to move their goods clandestinely across the border elsewhere via boat. Brazil also conducts maritime patrols on their side of the Itaipu Lake to deter smuggling activity, although resource constraints and lack of equipment hampers their effectiveness. The long-standing goal of conducting joint patrols with the Paraguayans remains elusive. Finally, in order to more effectively combat trans-border criminal organizations with its neighbors, Brazil established a joint intelligence center (JIC) in the TBA, but staffing issues have hampered its operations, and it is not apparent that the GOB has pushed the other countries too vigorously to send representatives (http://cablegate.wikileaks.org/cable/2008/01/08BRASILIA43.html).

    ResponderExcluir

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.