segunda-feira, 29 de novembro de 2010

“Guerra” no RJ pode ter reflexos na região fronteiriça

29.11.10 - A “guerra civil” entre forças policiais e traficantes nos morros do Rio de Janeiro pode acarretar consequências diretas à população da fronteira entre Brasil e Paraguai. A principal delas é o aumento na fiscalização e repressão policial na região.

Clique na seta para reproduzir o vídeo.

Na noite de sábado (27), o Jornal Nacional divulgou gravação telefônica na qual duas advogadas, que tiveram pedido de prisão decretado pela justiça, dialogam sobre a situação de caos urbano na capital fluminense. Uma delas, Beatriz Costa de Souza, estava em Foz do Iguaçu.

Souza, juntamente com Flávia Pinheiro Froes e com o também advogado Luis Fernando Costa (xará de Fernandinho Beira-Mar), é acusada de atuar como elo de ligação entre traficantes presos e seus grupos no Rio de Janeiro, levando e trazendo recados a indivíduos recluídos na penitenciária de Catanduvas.

O achado de grande quantidade de maconha, outras drogas e armamentos de grosso calibre, no Complexo do Alemão e adjacências, revela que parte deste material chegou aos morros cariocas após escala na fronteira entre Paraná e Paraguai ou na porosa fronteira seca Paraguai / Mato Grosso do Sul.

A aplicação de diretrizes de combate antecipado às organizações criminosas, com a interceptação de carregamentos de drogas e armas antes da chegada ao destino, deve fazer com que, mantido o clamor popular, a presença policial seja ampliada na região fronteiriça.

Não por acaso, Dilma Rousseff, presidente eleita, citou em reiteradas ocasiões, durante debates, comícios e reuniões de campanha, a necessidade de ampliar o patrulhamento das fronteiras brasileiras e combater atividades que financiam as grandes quadrilhas, entre elas, o contrabando e a pirataria.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Advogadas do PCC” são expulsas do Paraguai

24.11.10 - Em ação na tarde desta terça-feira (23), em Pedro Juan Caballero, agentes da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) detiveram e expulsaram dois homens e duas mulheres de nacionalidade brasileira, suspeitos de vínculos com o PCC. Mais...

Operação já destruiu mais de 100 hectares de maconha

24.11.10 - Iniciada no último dia 18, na região de fronteira seca entre Paraguai e Mato Grosso do Sul, a “Operação Nova Aliança VI-10” resultou, em seus primeiros cinco dias, na destruição de mais de 100 hectares de “narcolavouras” em áreas de difícil acesso. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.