terça-feira, 30 de novembro de 2010

Polícia teme migração de bandidos à fronteira

30.11.10 - A invasão policial em áreas controladas pelo narcotráfico nos morros do Rio de Janeiro, em operação que mobilizou a atenção da imprensa nacional e internacional, pode provocar o êxodo massivo de criminosos foragidos. A fronteira com o Paraguai seria um dos principais destinos.

Imagem: Polícia Federal (Arquivo)

Nesta segunda-feira (29), um homem de 27 anos, apontado como membro de uma facção criminosa dedicada ao tráfico de drogas e armamentos, foi preso pela Polícia Civil na cidade de Cascavel. Para as próximas semanas, não descarta-se que indivíduos recém chegados tenham o mesmo destino.

Em nota publicada em seu site, o delegado federal Fernando Francischini, eleito a uma das vagas paranaenses na Câmara dos Deputados para o próximo mandato, cobrou a adoção de medidas preventivas por parte das autoridades do setor de segurança pública.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná deve urgentemente tomar medidas preventivas contra a possível fuga de traficantes de drogas do Rio de Janeiro para outros locais, principalmente o Paraná e o Paraguai", pontualizou Francischini, conhecido por seu ativo trabalho no combate ao narcotráfico.

Uma das sugestões do delegado é a integração entre as forças policiais federais e estaduais, no sentido de aumentar o raio de abrangência e possibilitar a identificação de suspeitos.

Os setores de Inteligência das Polícias Civil e Militar deveriam também se integrar a Polícia Federal para auxiliar no controle e patrulhamento da região de fronteira, principalmente as de Foz do Iguaçu e Guaíra, bem como o Lago de Itaipu, que fornece várias passagens seguras para o Paraguai", avaliou.

Atualmente, a principal base de operações para grupos como o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC) é a extensa e despatrulhada fronteira seca entre Paraguai e Mato Grosso do Sul, que concentra as principais rotas de tráfico de drogas e armas em direção ao sudeste brasileiro.

Deve-se ressaltar, neste sentido, que há uma diferença clara entre a fronteira Paraná / Paraguai e a fronteira Mato Grosso do Sul / Paraguai, com as maiores apreensões ocorrendo, no Paraná, em função do maior patrulhamento existente, e não devido ao maior volume traficado.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Guerra” no RJ pode ter reflexos na região fronteiriça

29.11.10 - A “guerra civil” entre forças policiais e traficantes nos morros do Rio de Janeiro pode acarretar consequências diretas à população da fronteira entre Brasil e Paraguai. A principal delas é o aumento na fiscalização e repressão policial na região. Mais...

Brasil quer autorização para espionar Paraguai

29.11.10 - Informações publicadas, neste final de semana, pelo jornal O Globo, dão conta de que o governo brasileiro estaria em negociações com seus pares de Paraguai, Uruguai, Bolívia e Colômbia, para o uso de seus novos aviões-espiões também nos países vizinhos. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.