segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Roda de Tererê - 22/11/10

Sacanagem pós-eleitoral?

Sandra McLeod, candidata colorada, reelegeu-se prefeita com o massivo apoio de mais de 60% do eleitorado de Ciudad del Este. Passado o período eleitoral, no entanto, cerca de 20 funcionários teriam sido demitidos por “diferenças políticas”. Foi o que publicou, em sua edição online, o Diário Última Hora, trazendo o relato de integrantes do Sindicato dos Trabalhadores da Prefeitura de CDE, que apontam que, além das demissões, haveria vários casos de funcionários com salários “atrasados” há quatro meses.

Dinheiro pelo ralo

Vem das páginas do jornal ABC Color, por sua vez, a denúncia de que a prefeitura de Salto del Guairá, cidade que, juntamente com Guaíra, abrigava as majestosas Sete Quedas do Rio Paraná (submersas pelo Lago de Itaipu), recebeu da diretoria paraguaia de Itaipu mais de G$ 14,3 bilhões (algo em torno de R$ 5,5 milhões) para a construção de redes de esgoto e saneamento. Deste total, pelo menos G$ 7,3 bilhões já foram formalmente investidos, em desembolso que, segundo o ABC, pouco condiz com os resultados.

Pressão aduaneira

A empresa Atlántico SA, de Ciudad del Este, foi intimada pela Direção Nacional das Aduanas (DNA) a pagar cerca de US$ 1,1 milhão de contraliquidação no caso no qual a DNA alega que foram constatadas diferenças entre valores importados (e declarados) e quantias efetivamente gastas pela empresa nas negociações com seus fornecedores nos Estados Unidos. Neste final de semana, o jornal ABC Color voltou a abordar o tema, relatando que “mãos ocultas” estariam pressionando para a redução ou eliminação da dívida tributária. Será?

Crise aérea

Além da crise na Aerolineas Argentinas, outro problema pode prejudicar a acessibilidade do Destino Iguassu em território argentino. De acordo com o portal La Voz de Cataratas, vem aí uma série de suspensão de voos e interrupção de rotas por conta de protestos promovidos por empregados argentinos da empresa chilena LAN, que reivindicam melhorias no salário e nas condições de trabalho oferecidas. Os trabalhadores defendem, ainda, táticas como atrasos propositais para forçar a empresa a negociar.

Morte na estrada

Luto no lado argentino da fronteira, neste final de semana, com a notícia de que cinco jogadores de rugby, que vinham à região participar de um torneio em Puerto Iguazú, faleceram em grave acidente automobilístico ocorrido no Km 1.532 da Ruta 12, que liga o norte da província de Misiones ao restante do país. Segundo o portal Misiones Online, o automóvel no qual Máximo Taborda, Gastón Weschenfeller, Pablo Ligorria, Manuel Ligorria e Mariano Falcón viajavam, saiu da pista e pegou fogo ao colidir contra um muro.

Fim do celibato

Licenciado da Igreja Católica e com planos de não mais voltar, o sacerdote Pablino Cáceres, titular da Secretaria de Ação Social (SAS) do governo paraguaio, revelou neste final de semana, em entrevista ao jornal La Nación, que está vivendo com uma companheira e espera, o quanto antes, realizar o sonho de ser pai. “Se eu for esperar pela dispensa do Papa, vou envelhecer e assim não cumprirei um de meus sonhos [ter filhos]”, afirmou Cáceres. Para ler a entrevista (em espanhol), na íntegra, clique aqui.

Sermão do Dia

Enquanto o Paraguai continuar sumido nesta penosa situação; enquanto a classe política não tomar consciência do profundo mal que faz à República reeditando as velhas práticas que regiam durante os longos 60 anos de hegemonia política colorada; enquanto o governo não assumir com determinação sua impostergável obrigação de perseguir o delito e castigar os delinquentes, nosso país continuará sendo, por muito tempo, não somente um mau lugar para 'fazer negócios', mas também, e o que é mais triste, uma nação empantanada no atraso e no subdesenvolvimento - Trecho de editorial do jornal ABC Color, no qual imputa-se à classe política a responsabilidade pelo protagonismo negativo do Paraguai nos índices globais de combate à corrupção e clima para negócios.

(Por Guilherme Dreyer Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com)

Para contribuir com as discussões da coluna, utilize o espaço de comentários ou envie um e-mail para sopabrasiguaia@gmail.com. Comentários com teor desrespeitoso ou ofensivo serão apagados. Para ler as edições anteriores, clique aqui ou consulte o arquivo no menu lateral. Passa a cuia, che ra’a!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.