segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Zeladora encontra mensagem sobre guerrilha

01.11.10 - Uma zeladora da rodoviária de Asunción encontrou na madrugada de ontem (31), em um dos banheiros masculinos da estação, uma mensagem anônima contendo supostos dados sobre os deslocamentos de alguns dos principais líderes da “guerrilha” paraguaia.

Reprodução / ABC Digital

De acordo com o jornal ABC Color, a nota foi encontrada por volta das 04h30 (hora local), em um momento de grande chegada de ônibus procedentes do interior, motivo pelo qual, a zeladora responsável pelo achado afirma não ter a menor ideia sobre a identidade de quem a deixou.

Na carta, redigida em computador e contendo vários erros de escrita, o autor, que afirma ser da região de Juan E. O'Leary, a cerca de 100 quilômetros de Ciudad del Este, dá instruções sobre locais e caminhos utilizados pelos líderes do “Exército do Povo Paraguaio – EPP” em seus silenciosos deslocamentos.

Em O'Leary, a dois quilômetros da Ruta VII, em direção ao lado Monday, há uma casa que pertence a Roque Barreto, mais conhecido como Roque Kururu”, detalha o informante, apontado uma das filhas do agricultor, citada como Albina ou “Alelí” Barreto, como colaboradora direta do grupo insurgente.

Recomendo aos organismos de segurança que reforcem a presença de policiais na região de Campo 9 [nome como era conhecido o local onde hoje está O'Leary] entre os dias 01 e 05 deste mês, devido a que há dados certeiros de que durante essas datas haverá uma forte presença de soldados do EPP na região”, aponta o anônimo escritor.

Para facilitar o contato e continuar colaborando, o informante pede à Polícia Nacional que forneça um número seguro para futuras comunicações. Atualmente, o governo paraguaio disponibiliza a linha gratuita 0800.110.900, porém, tal número é visto com certa desconfiança por parte de potenciais informantes.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

EPP pede a cabeça de quatro “delatores” do grupo

19.10.10 - Em comunicado cujo nítido intuito é minar a estratégia do governo que, mediante pagamento de recompensas, localizou o paradeiro de vários dos membros da “guerrilha”, o “Exército do Povo Paraguaio – EPP” pediu a cabeça de quatro de seus delatores. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.