sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Aliados de Dilma pedem cabeça de diretor de Itaipu

24.12.10 - Diretor brasileiro da usina de Itaipu desde janeiro de 2003, o petista Jorge Miguel Samek pode estar com os dias contados à frente da hidrelétrica do rio Paraná. Nos bastidores, é intensa a disputa política pelo direito de comandar o milionário (e não fiscalizado pelo TCU) orçamento da binacional.

Imagem: Presidência da República.

De acordo com o portal Paraná Online, parceiro do Sopa, um dos partidos que pedem a cabeça do diretor brasileiro é o PDT, do prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi, e do candidato derrotado ao governo do Paraná, Osmar Dias.

Um dos nomes cotados para substituir Samek, neste sentido, é justamente o de Osmar Dias, em nomeação defendida por líderes como o deputado federal Paulo Pereira da Silva, que afirma acreditar que, por seu apoio à candidatura de Dilma, o partido merece mais espaço no governo que terá início em 01/01.

"Nós entendemos que muitas pessoas do nosso partido se envolveram profundamente na campanha da presidente eleita e agora vamos negociar para que ela abra espaço no governo para essas pessoas", afirmou “Paulinho”, referindo-se, além de Dias, ao sul-mato-grossense Dagoberto Nogueira.

No cenário local, é forte a pressão para que Samek, que abdicou de ser candidato nas últimas duas eleições, continue à frente do cargo. Em entrevista na semana passada, no entanto, o diretor dissera não ter recebido nenhum telefonema de Dilma sobre sua permanência em Itaipu.

Paralelamente, no Paraguai, continua em aberto a situação do diretor paraguaio, Gustavo Codas, que apesar de estar há quase um ano no comando da diretoria paraguaia, continua sem ser efetivado no posto por conta de desavenças políticas no Parlamento, que ainda não deu aval à sua nomeação.

Nesta semana, Codas compareceu à Câmara dos Deputados, uma vez mais, para dar esclarecimento aos parlamentares sobre pontos de sua gestão e desmentir denúncias de irregularidades na licitação das obras da futura linha de 500 KV que ligará a usina do rio Paraná à região de Asunción.

Dos integrantes da Comissão Especial de Monitoramento das Binacionais, Codas ouviu o pedido de atuar com “mais patriotismo” e “firmeza na defesa dos interesses nacionais”, em referência aos rumores de que a licitação estaria “direcionada” para que empresas brasileiras abocanhem os principais contratos.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Deputados paraguaios reúnem-se com Jorge Samek

21.12.10 - O diretor brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, recebeu nesta segunda-feira (20), em Curitiba, a visita de parlamentares paraguaios interessados em esclarecer dúvidas sobre a licitação da futura linha de 500 KV entre a usina binacional e a região de Asunción. Mais...

Suspeitas de manipulação de licitação da linha continuam

16.12.10 - O jornal ABC Color trouxe, nesta quinta-feira (15), novas suspeitas de que a licitação que definirá as empresas responsáveis pela construção da linha de 500 KV entre a usina de Itaipu e a região de Asunción estaria previamente “arranjada”. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.