sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

MP indicia donos de porto clandestino em CDE

24.12.10 - O Ministério Público do Paraguai indiciou, na última quarta-feira (22), dois homens e uma mulher apontados como proprietários de um porto clandestino às margens do rio Paraná e suspeitos de envolvimento no assassinato de uma mulher de 63 anos.

De acordo com o Diário Vanguardia, os acusados são os paraguaios Augusto Florentino González Villalba, Juan Ramón Alvarenga e Juana Alberta Escobar Villalba, indiciados pelo promotor Horacio Bisso pelos crimes de homicídio doloso e tentativa de homicídio doloso.

Os crimes em questão ocorreram na noite de 14/11, quando Beatriz Benítez Romero, 63, foi morta a tiros em um ataque de pistoleiros em frente à sua residência no bairro Remansito, ribeirinho ao rio Paraná. Ficaram feridos no ataque, ainda, o filho Silvio Benítez e a nora María Esther Bobadilla.

Em sua investigação, o promotor Bisso disse ter encontrado indícios de que o filho de Beatriz, Silvio, era alvo de ameaças de morte por conta de disputas pela hegemonia da travessia irregular de mercadorias em direção ao Brasil. A análise do caso está sob responsabilidade do juiz Adolfo Genes.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Brasileira é morta a tiros em Ciudad del Este

16.11.10 - Uma brasileira de 63 anos, identificada como Beatriz Benítez Romero, foi assassinada na noite de domingo (14), em Ciudad del Este, no momento em que encontrava-se do lado de fora da casa, tomando tererê em companhia de filhos e familiares. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.