quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Paraguai retira moedas e notas de circulação

08.12.10 - Se você tem, na sua carteira, bilhetes de G$ 1.000 (cerca de R$ 0,40) ou moedas de denominação menor, fique atento: a partir de janeiro de 2011, todas as notas do referido valor e moedas cunhadas antes de 2006, serão retiradas de circulação.

Moeda prateada de G$ 50

Tal medida significa que, a partir do próximo ano, as moedas e notas que não forem trocadas nos bancos e locais habilitados, perderão seu valor legal. O prazo final para fazer a troca, nos guichês do Banco Central do Paraguai (BCP), em Asunción, é o dia 06 de janeiro de 2011.

A substituição afeta as moedas douradas de G$ 1, G$ 5, G$ 10, G$ 50 e G$ 100, além das moedas prateadas de G$ 50. O bilhete de G$ 1.000, por sua vez, dá lugar a moedas do mesmo valor.

Quanto ao destino das moedas demonetizadas, o BCP espera reciclar o metal para outras utilizações. Para tanto, será realizada, no próximo dia 23, a abertura dos envelopes com as propostas das empresas, paraguaias e estrangeiras, interessadas na aquisição do metal das moedas substituídas.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Banco HSBC abrirá agência em Ciudad del Este

07.12.10 - Presente no Paraguai e nos principais países do mundo, o banco HSBC planeja, para os próximos dias, a abertura de uma agência em Ciudad del Este. Foi o que revelou, em entrevista ao ABC Color, o gerente-executivo Diego Ramalho. Mais...

Paraguai terá representante comercial em Curitiba

02.12.10 - De olho em ampliar o intercâmbio comercial entre empresas do Paraná e do Paraguai, a Rede de Investimentos e Exportações (REDIEX), mantida pelo governo paraguaio, anunciou que designará um representante permanente para a cidade de Curitiba. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.