segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Resultados da Operação Sentinela impressionam

06.12.10 - Iniciada no mês de março, a Operação Sentinela, comandada pela Polícia Federal (PF) e aplicada, simultaneamente, nas fronteiras de Paraná, Mato Grosso do Sul e estados amazônicos, colhe impressionantes resultados na luta contra o tráfico de armas e entorpecentes.

Imagem: Polícia Federal (Arquivo)

Em balanço publicado em seu site, o jornal O Estado de São Paulo refere que, nos sete primeiros meses, o policiamento trazido pela operação já resultou na apreensão de 143,7 toneladas de entorpecentes como maconha, cocaína, crack e haxixe, ocorridas, principalmente, na fronteira com o Paraguai e a Bolívia.

No mesmo período, foram apreendidas, ainda, 137,4 mil munições e 1,1 mil armas de fogo de diversos calibres, incluindo fuzis, metralhadoras e granadas cujo destino, invariavelmente, seria o crime organizado que opera nos estados de Rio de Janeiro e São Paulo.

Outro dado relevante é a prisão de mais de três mil indivíduos envolvidos com as “máfias” fronteiriças ou com mandados de captura em aberto, possibilitada graças ao aumento no patrulhamento e à melhoria nas ações de inteligência.

Na última quarta-feira (01), o efetivo da Operação Sentinela foi ampliado na fronteira seca entre Mato Grosso do Sul e Paraguai e na região do Pantanal. O objetivo é impedir que traficantes foragidos do Rio de Janeiro cruzem a fronteira e dificultar a passagem de drogas e armas para reabastecimento das quadrilhas.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Operação de fim de ano não inclui militares

24.11.10 - O jornal Gazeta do Iguaçu publicou, nesta terça-feira (23), informação dando conta de que a tradicional operação de fim de ano na região fronteiriça, coordenada pela Receita Federal do Brasil (RFB), não terá participação militar em 2010. Mais...

Receita registra aumento de 26% nas apreensões

13.11.10 - A delegacia da Receita Federal em Foz do Iguaçu registrou, no mês de outubro, aumento de 26% nas apreensões de contrabando, descaminho e veículos utilizados na logística dos “crimes de fronteira”. No acumulado do ano, o incremento chega a 36%. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.