terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SENAD do Paraguai comemora prisão de traficantes

28.12.10 - Dos quatro traficantes mais procurados do Paraguai em dezembro de 2009, apenas um permanece foragido. De “brinde”, outros importantes nomes da hierarquia foram capturados ou abatidos, neste que fecha como um dos melhores anos para o combate ao narcotráfico na fronteira.

Imagem: SENAD (Arquivo)

A “temporada de caça” teve início em 27 de dezembro de 2009, com a captura do brasileiro Jarvis Pavão (considerado um dos maiores traficantes de cocaína do Paraguai) e do paraguaio Carlos Antonio Caballero (líder do PCC na região de fronteira seca), rendidos enquanto dormiam em uma estância de Yby Yaú.

No mês de junho, foi a vez do gaúcho Erineu “Pingo” Sóligo, preso sem necessidade de que um único tiro fosse disparado. Na sequência, ações conjuntas com o Brasil e o Uruguai levaram à queda de Carlos Arias Cabral (tido como o maior traficante de maconha da fronteira) e José Paulo Vieira de Mello, o Paulo Seco.

Desta maneira, dos quatro rostos que apareciam nos outdoors da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) nas estradas do Paraguai (Pavão, Pingo, Paulo Seco e Cabeça Branca), apenas um permanece com paradeiro desconhecido: o brasileiro Luís Carlos da Rocha, conhecido pela alcunha de “Cabeça Branca”.

A prisão de alguns dos principais foragidos do Paraguai trouxe, também, uma onda de “acerto de contas” e reacomodações na hierarquia do crime organizado, com o caso mais notório sendo o do narcotraficante Gerardo “Kelá” Sánchez, assassinado a tiros nas proximidades da fronteira seca.

Outro crime brutal foi o do paraguaio Pedro Pablo Quevedo Medina, emboscado por pistoleiros e esquartejado em uma estrada rural próxima a Pedro Juan Caballero. Quevedo era apontado pela inteligência da SENAD como um dos principais nomes da organização PCC na fronteira binacional.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Traficante afirma ter subornado policiais federais

02.12.10 - Preso no Paraguai desde dezembro de 2009 e requerido pela Justiça Federal, o brasileiro Jarvis Pavão, considerado um dos maiores traficantes do país vizinho, concedeu entrevista na qual afirmou ter subornado policiais federais para que o deixassem em paz. Mais...

Antidrogas incineram 70,9 quilos de cocaína

07.12.10 - Agentes da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD), do Paraguai, incineraram na manhã desta segunda-feira (06), na região de Asunción, 158 pacotes contendo 70,9 quilos de cocaína, apreendidos durante procedimento realizado em novembro de 2006. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.