sábado, 4 de dezembro de 2010

WikiLeaks: apagão de 2009 foi “erro humano”

04.12.10 - O apagão que deixou boa parte do Brasil e do Paraguai no escuro em novembro de 2009, foi provocado por um erro humano cometido por um funcionário gestor do sistema. É o que sugere um documento confidencial da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília, divulgado pelo site WikiLeaks.

Reprodução / WikiLeaks

No documento, datado de 01 de dezembro de 2009 e enviado a Washington pelos funcionários Rachel Walsh e Luis Rosello (clique aqui para conferi-lo, na íntegra, em inglês), é analisada a situação do setor elétrico no Brasil, tendo como pano de fundo o apagão amplamente destacado pela imprensa internacional.

Ao relatar as investigações conduzidas pelo governo brasileiro e citar a opinião de especialistas no tema, Walsh e Rosello pontualizam, em um dos pontos do documento, que “dois dias depois do incidente, de acordo com uma fonte confiável, funcionários de segurança do Brasil atribuíram o apagão a 'erro humano' por parte de um cidadão brasileiro que é operador do sistema”.

À época, especulações publicadas pela imprensa davam conta de que um erro de posicionamento em uma das chaves de emergência de Itaipu teria feito com que a usina, ao invés de superar o problema da perda de uma das linhas de transmissão, parasse temporariamente de enviar energia, provocando o apagão.

A versão oficial de que o apagão teria sido provocado por excepcionais fenômenos meteorológicos é igualmente colocada em dúvida no documento, que expressa preocupação quanto ao “obsoletismo” do sistema integrado brasileiro e enxerga oportunidades de “cooperação” entre ambos governos.

Importante: após ser “desalojado” de seu servidor nos Estados Unidos, o portal WikiLeaks, que no último dia 28, divulgou mais de 250 mil documentos secretos da diplomacia dos Estados Unidos, encontra-se em novo endereço. Acesse: http://wikileaks.ch/.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Documento revela preocupação dos EUA com a fronteira

02.12.10 - O vazamento de mais de 250 mil documentos da diplomacia dos Estados Unidos, através do site WikiLeaks, continua rendendo polêmica ao redor do mundo. No tocante à fronteira, mais documentos revelam o peculiar interesse estadunidense sobre a região. Mais...

Para EUA, PF “mascara” combate ao terrorismo

30.11.10 - Entre os mais de 250 mil documentos confidenciais estadunidenses, divulgados pelo site WikiLeaks no último domingo (28), vários deles fazem referência ao Brasil e, em especial, à presença de “terroristas islâmicos” na região da Tríplice Fronteira. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.