domingo, 30 de janeiro de 2011

Atentado contra Salvador Cabañas completa um ano

25.01.11 - A madrugada de 25 de janeiro de 2010 foi fúnebre para os torcedores da seleção paraguaia de futebol e do América do México. Por volta das 05h00 (hora mexicana), Salvador Cabañas, camisa 10 e principal craque das duas equipes, foi baleado na cabeça no banheiro de um bar da Cidade do México.

Imagem de arquivo

Gravemente ferido, o jogador disputou, bravamente, a partida mais importante de sua vida. Um ano depois, Cabañas permanece com a bala alojada na base do cérebro, porém, apresenta notáveis progressos, locomovendo-se sem ajuda e restabelecendo processos mentais ligados à memória e ao raciocínio.

O retorno ao futebol profissional ainda é incerto, uma vez que sua coordenação motora foi afetada (temporária ou definitivamente) pela passagem do projétil de calibre 22 por áreas sensíveis do cérebro. Entretanto, Dionisio Cabañas, paí do ídolo, afirma que testes devem ocorrer dentro de três ou quatro meses.

Quanto aos responsáveis pelo ataque, cuja causa ainda não foi totalmente esclarecida (Cabañas nada recorda e o principal acusado nega-se a declarar), José Jorge Balderas Garza (JJ) e Francisco Barreto Garcia, que aparecem nas imagens de circuíto fechado, já foram capturados pela polícia mexicana.

Vinculado ao narcotráfico, JJ afirma que Cabañas não estaria “em seu juízo normal” na fatídica madrugada e que ambos teriam tido um desentendimento no sanitário masculino do Bar Bar, badalada casa noturna mexicana. O traficante nega, no entanto, que tenha sido ele o autor do disparo.

Além da luta pela recuperação, Salvador Cabañas enfrenta, também, outras duas batalhas: contra o ex-empresário José María González, acusado de fraudes financeiras e apropriações; e contra o América, clube pelo qual marcou 155 gols em 259 jogos e com o qual tem contrato até o final da próxima temporada.

Alegando indisciplina e evocando artigos da legislação trabalhista mexicana, o América nega a pagar os salários atrasados reivindicados pelo jogador. O impasse estaria prestes a ser solucionado, em negociações que vem sendo conduzidas, sigilosamente, pelo jogador e seus familiares.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Polícia mexicana prende agressor de Cabañas

19.01.11 - A Polícia Federal do México anunciou, no início da noite desta terça-feira (18), a prisão do foragido José Jorge Balderas Garza (JJ), apontado como o responsável pela agressão sofrida por Salvador Cabañas no banheiro de um bar da Cidade do México. Mais...

Advogado fala de “princípio de acordo” no caso Cabañas

12.01.11 - Representante do jogador Salvador Cabañas no litígio trabalhista contra o América do México, o advogado Óscar Germán Latorre anunciou a existência de um “princípio de acordo” entre o atleta e a diretoria do clube com o qual tem contrato até 2012. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.