segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Paraguai insistirá em extradição de refugiados

03.01.11 - Alheio ao impasse entre Brasil e Itália pela recusa brasileira em extraditar o italiano Cesare Battisti, o governo do Paraguai anunciou que insistirá junto ao Brasil, em 2011, para obter a extradição de três militantes esquerdistas refugiados em terras brasileiras.

Imagem: BBC (Arquivo)

De acordo com o jornal ABC Color, trata-se dos paraguaios Juan Arrom, Anuncio Martí e Víctor Colmán, abrigados no Brasil sob o status de refugiados políticos, porém, requeridos pela justiça paraguaia por crimes de natureza comum (envolvimento em sequestros e crimes diversos cometidos no início da década).

Em declarações à imprensa, Héctor Lacognata, ministro das Relações Exteriores, confirmou que o governo paraguaio reiterará seu pedido pelo cancelamento do refúgio e pela extradição de Arrom, Martí e Colmán. A decisão sobre o caso, entretanto, está nas mãos do Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE).

Paralelamente, o Ministério do Interior anunciou que está aumentando o valor da recompensa para a captura dos líderes e principais integrantes do “Exército do Povo Paraguaio – EPP”, grupo insurgente que atua na região centro-norte do país e teria vínculos com os esquerdistas refugiados no Brasil.

As recompensas variam de G$ 800 milhões (cerca de R$ 300 mil) para informações que levem à captura dos membros da cúpula e G$ 300 milhões (cerca de R$ 120 mil) para informes relevantes sobre os demais membros. Os canais para contato são o 0800.110.900 e o e-mail recompensa@mdi.gov.py.

Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br

Leia Também...

Guerrilha colombiana planejou sequestros no Paraguai

27.12.10 - Guerrilha política mais poderosa da América do Sul, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC's) planejaram sequestros no exterior e, mais especificamente, no Paraguai, país citado como “propício” à atuação da guerrilha. Mais...

Vice-presidente é ameaçado por supostos guerrilheiros

24.12.10 - O vice-presidente do Paraguai, Federico Franco, recebeu, através do celular de um dos integrantes de sua guarda de segurança, ameaças de que, na noite de Natal, pode ser vítima de um atentado planejado pelo “Exército do Povo Paraguaio – EPP”. Mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.