segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Roda de Tererê - 10/01/11

Doutores sem doutorado

Advogado por formação, o deputado oviedista Óscar Tuma é o ideólogo de um projeto de lei que visa modificar o Artigo nº 258 da Constituição Nacional do Paraguai, no intuito de estabelecer novos requisitos para a escolha dos membros da Corte Suprema de Justiça (CSJ), instância máxima do Poder Judiciário. Um dos pontos do projeto é o requisito de idade mínima (50 anos). O mais polêmico, porém, é o que dispensa a obrigação de doutorado para tornar-se um “doutor” da CSJ.

Paraguai industrial

Ao participar de um ato de inauguração de casas populares na cidade de Coronel Oviedo, neste final de semana, o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, falou sobre seu desejo de transformação da economia nacional, tendo como base a industrialização. “Sonhar com um país industrial, não somente um país agrícola, é importante”, discursou Lugo. “Temos a possibilidade e a base para sermos um país industrial que possa decolar, ter autonomia econômica e inserir-se no mundo e no Mercosul”.

Pior transporte do mundo

Proprietários de empresas de transporte coletivo que atendem Asunción e os municípios de sua populosa região metropolitana, estão esforçando-se para que o serviço prestado na área que abriga um terço da população paraguaia seja, de fato, o pior da face da Terra. De acordo com o jornal ABC Color, donos de verdadeiras carroças, os transportistas solicitam a elevação da idade máxima da frota, dos atuais 20 para 25 anos de uso. Passageiros prometem protestar contra a medida.

Eleitores faltosos

Por iniciativa dos deputados Pedro González, Modesto Salinas e Blas Lanzoni, já está em tramitação, no Congresso do Paraguai, o projeto de lei que não apenas confirma a obrigatoriedade do voto, como institui penas para os eleitores faltosos, que poderão ser sancionados com multas e dificuldades para a renovação dos documentos. Outra proposta em análise (mas ainda não apresentada oficialmente), é a modificação do Código Eleitoral para que o presidente em exercício possa candidatar-se a cargos legislativos.

Leão à vista

Nos cálculos do Ministério da Fazenda, será necessário aumentar em 30% a arrecadação de impostos no Paraguai, para financiar o orçamento estatal inflado por deputados e senadores em sua passagem pelo Congresso. Para complicar a situação, leis tidas como importantíssimas em matéria de arrecadação, como a do Imposto de Renda, continuam com sua aplicação postergada. Os responsáveis pelo adiamento da cobrança do imposto são, curiosamente, os mesmos parlamentares que incharam o orçamento.

Deputado caçador

Acusado de caça ilegal em terras pertencentes aos índios Aché no município de Naranjal, ao sul de Ciudad del Este, o deputado liberal Nelson Segovia, de Presidente Franco, terá de explicar à promotora María del Carmen Meza, do Ministério Público, os motivos de sua presença na reserva indígena e as fotografias nas quais aparece com armas e animais silvestres que, ao que tudo indica, haviam sido recentemente caçados. O caso é alvo de grande polêmica na imprensa paraguaia (clique aqui para acompanhar).

Frase do Dia

Vamos pobres e voltamos pobres - Elena Collante, mãe da cidadã paraguaia falecida em Barcelona no último dia 31/12, sobre os emigrantes paraguaios que viajam à Península Ibérica em busca de dias melhores e perdem suas esperanças ao depararem-se com realidade ainda pior.

(Por Guilherme Wojciechowski - SopaBrasiguaia.com.br)

Para contribuir com as discussões da coluna, utilize o espaço de comentários ou envie um e-mail para sopabrasiguaia@gmail.com. Comentários com teor desrespeitoso ou ofensivo serão apagados. Para ler as edições anteriores, clique aqui ou consulte o arquivo no menu lateral. Passa a cuia, che ra’a!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta é uma área voltada ao leitor do Sopa Brasiguaia e tem como objetivo permitir sua colaboração de maneira ágil, franca e aberta, prezando pela integridade moral de terceiros. As opiniões expressas nos comentários não representam a opinião do Sopa Brasiguaia.